A Cara do Brasil – O exemplo de o que não fazer em uma pandemia

Comentário do quadro A Cara do Brasil, na rádio CBN, em 09 de agosto de 2020.

Analisa a chegada do Brasil à marca de 100 mil mortos pelo novo coronavírus e como o país se consolidou como um exemplo de o que não fazer em uma crise, um símbolo de ações equivocadas no combate à pandemia. Mostra que o país chegou à triste marca por conta de erros na condução de uma política de saúde coordenada, e que atingiu o altíssimo número de vítimas sem uma perspectiva de conseguir reduzir o imhttps://cbn.globoradio.globo.com/media/audio/311226/no-combate-pandemia-o-brasil-virou-um-exemplo-nao-.htmpacto do covid-19.

Um Brasil – Pandemia e nacionalismo

Entrevista em vídeo com o pesquisador César Jiménez-Martínez.

“A expectativa é que o mundo pós-pandemia seja mais nacionalista como um reflexo do padrão adotado durante o período de combate ao covid-19. Essa fase está sendo marcada mais pela competição do que pela cooperação internacional. O assunto foi debatido no UM BRASIL, uma realização da FecomercioSP, por César Jiménez Martínez, professor do Global Media and Communications at Cardiff University School of Journalism, Media and Culture.”

“O [novo] coronavírus é uma crise global, mundial, mas a resposta da crise é de maioria nacional, de governo nacional. Acho que o interessante da crise atual é mostrar a importância da ideia de nação nas nossas vidas. É provável que o mundo pós-pandemia seja muito mais fechado, mais nacionalista”, diz.

Martinez destaca, entretanto, que o nacionalismo é uma forma de discurso que pode ter diferentes ideologias, mais global e aberto ao mundo ou mais protecionista. O especialista também fala ao jornalista Daniel Buarque sobre o papel da mídia na pandemia, além de traçar um paralelo entre a imagem negativa do Brasil no cenário internacional, no momento, com os protestos que ocorreram em 2013.

A Cara do Brasil – A ascensão da diplomacia científica

Comentário do quadro A Cara do Brasil, da rádio CBN, em 02 de agosto de 2020, tratou da situação científica mundial no atual momento de pandemia. A integração de esforços acelera a descoberta de uma vacina contra a Covid-19. em contraste à ação dos EUA, que tenta comprar estoques inteiros de vacinas, Daniel cita o ideal colaborativo entre os cientistas.

A Cara do Brasil – Opiniões ‘distorcidas’ e ação

Comentário no quadro A Cara do Brasil, da rádio CBN, em 05/07/2020.

‘Mais do que reclamar de opiniões distorcidas, o governo tem que mostrar ação’. Comentário sobre fala de Bolsonaro em reunião do Mercosul. ‘As críticas são um reflexo do que vem acontecendo. Se o governo mudar de postura, isso pode ser alterado’.

Pandemia, saúde pública e desigualdade

Entrevista realizada para o Canal Um Brasil com Gonzalo Vecina Neto. Médico sanitarista, ex-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e colunista do jornal o Estado de São Paulo.

Em meio à pandemia do novo coronavírus, enquanto o Brasil se consolida como epicentro da emergência global, o sistema único de saúde ganha uma nova relevância para o país, reforçando a importância do Estado na gestão da saúde e do bem estar social. E é disso que trata esta edição do Um Brasil.

Gonzalo Vecina Neto é professor do Departamento de Política, Gestão e Saúde da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo e da fundação getulio vargas. Também foi secretário municipal da Saúde na capital paulista.