O pior do mundo

Artigo publicado na revista Problemas Brasileiros em 02 de fevereiro de 2021

Brasil, México e Colômbia ficaram nos três últimos lugares do ranking de melhores respostas do mundo à pandemia. Nesses países, os governos não adotaram políticas competentes e com base na ciência, não houve uma política de defesa de isolamento social nem de testagem da população e as fronteiras permaneceram, a maior parte do tempo, abertas. Ações equivocadas que deixam o vírus livre para continuar a infectar e matar milhares, enquanto a vida se mantém longe da normalidade e a economia não vê perspectivas de recuperação.

Carta suspeita

Meu comentário no quadro A Cara do Brasil, da rádio CBN, em 24 de janeiro de 2021, tratou da carta enviada pelo presidente brasileiro Jair Bolsonaro ao recém-empossado presidente dos EUA, Joe Biden. Apesar de ter um tom correto e de ter o potencial de indicar um acerto nos rumos das relações entre os dois países, a carta pode ser questionada em relação a sua conexão com a realidade. O líder brasileiro não voltou atrás de suas declarações de que a eleição americana foi fraudada, e o chanceler não rejeitou as declarações de teorias da conspiração sobre a insurreição no Capitólio americano, então pode ser difícil acreditar no que é dito pelo governo do Brasil. Como disse o embaixador dos EUA no Brasil, as palavras vão ter muita importância nas relações entre os dois países.

Derrota do Brasil no ano da vacina

Artigo publicado na revista Problemas Brasileiros em 05 de janeiro de 2021 trata do avanço da vacina no mundo e do atraso do Brasil.

Enquanto 2021 começa com a promessa de superar a pandemia que abalou o mundo nos últimos meses e deixou quase 2 milhões de mortos, o Brasil vai ficando para trás. O País começa o ano sem um plano claro de imunização, tampouco aprovação de nenhuma das vacinas desenvolvidas internacionalmente e, até mesmo, sem seringas para aplicar o imunizante na população.